sábado, 22 de abril de 2017

UMA MÚSICA DE PAIXÃO


Toca uma música de paixão Faz-me voar na ilusão É nisso que estou pensando Sem poder voltar ao passado Mesmo assim sou conformado Nesta tela digitando A imaginação de um poeta Seguindo a rima direta E sem errar o compasso Mais um poema eu almejo Na necessidade de um beijo E na falta de um abraço O pobre coração que chora Noite e dia ele implora Mas renasce ao amanhecer Então ta tudo bem Quem sabe para o ano que vem Alguma coisa acontece! Escrito as 19:55 hrs., de 22/04/2017 por Nelson Ricardo

SONHO DE LUZ


Eu sei que está muito quente É que de repente A gente se entusiasmou Com o seu perfumo de flor E nossos amassos de amor Uma paixão mútua brotou Nenhum de nós somos culpados É que nascemos predestinados A nos amar eternamente Penso em você de noite e dia Na ternura e na harmonia Sonho de luz e sol nascente Se a canoa não virar Hoje eu vou te namorar E não me responsabilizo O livre arbítreo é um jogo E se a coisa pegar fogo Eu posso perder o juízo! Escrito as 13:51 hrs., de 22/04/2017 por Nelson Ricardo

A MÚSICA DOS TEMPOS


Se ouço a música dos tempos Aquela que leva pelos ventos Para pousar nos ouvidos orientais Através dela eu envio sentimentos E vou apagando tormentos Ficando as cinzas ocidentais Posso até chorar de saudade Dos tempos em que a felicidade Morava o meu coração Porque agora ela mora longe E nestes dias de hoje Eu vivo na doce ilusão De ainda encontrar aquela Que sempre foi tão bela Meu amor por quantidade E hoje está marcando o lugar Onde iremos nos encontrar No reino da eternidade! Escrito as 10:39 hrs., de 22/04/2017 por Nelson Ricardo

sexta-feira, 21 de abril de 2017

MEU LINDO CACHORRÃO


E eu entro assim cantando E na letra venho citando O teu nome que sai da boca E flutua pelos ares Venha para cá me contares Essa sua atitude tão louca De pular no meu pescoço Durante todo o alvoroço Gritando que me ama E levando-me para a praia Jogaste fora tua saia E até hoje me chama De meu lindo cachorrão Bota fogo na paixão E ainda queima o sutiam Me beija e me dá chazinho Me tratando com carinho Durante toda a manhã! Escrito as 16:13 hrs., de 21/04/2017 por Nelson Ricardo

quinta-feira, 20 de abril de 2017

COMO PANDORGAS AO VENTO


É assim que eu gosto No marasmo não aposto Prefiro coisas pra cima Como pandorgas ao vento O que envelhece ao tempo E o frescor da neblina Olhando as ondas do mar E quem sabe namorar Com a pessoa que se ama É tudo isso que eu quero E tudo mais que considero O aconchego da cama Por de baixo do coberto E então fazer amor Na mais tenra ternura Viva o fogo da paixão Quero me afogar na sedução Muito desvairado na loucura! Escrito as 17:02 hrs.., de 20/04/2017 por Nelson Ricardo

DEPOIS DE LONGA JORNADA


Chegando assim bem cansado E um tanto quanto acabrunhado Deixando o pó da estrada Para a cadeira de balanço Pra ter o merecido descanso Depois de longa jornada De a pé, de navio ou de avião Ainda ouço a canção De Londres ou Nova Yorque De setenta anos a traz Ainda me faz dançar no más Ao som da moçada do roque Deixe-me deitar em tua rede E saciar a minha sede Nos beijos molhados teus Permita-me por favor Mais umas noites de amor Quero envolver-te nos braços meus! Escrito as 15:00 hrs., em ponto de 20/04/2017 por Nelson Ricardo

quarta-feira, 19 de abril de 2017

AO ENCONTRO DO REI


Mais uma vez Se aproxima o fim do mês Os dias passam correndo Quando menos se espera Então o ano já era E nos todos envelhecendo É ou não é verdade Digamos que a felicidade Esteja no final da linha Para quem for merecedor Entrará no mundo de amor Lá onde mora a rainha Na companhia do rei Exatamente eu não sei A morte não será o fim E terei uma nova morada Onde minha querida amada Estará esperando por mim! Escrito as 20:14 hrs., de 19/04/2017 por Nelson Ricardo