quarta-feira, 20 de setembro de 2017

DESDE O MÊS DE FEVEREIRO


O carnaval está longe ainda Mas você está tão linda A mais linda do lugar Nasceu pra brilhar na avenida És a colombina mais querida E eu nasci para te amar Você se quer me conhece Mas em tudo se parece Nasceu pra ser alma gêmea Nunca chegarei a te conhecer Mas eu nasci pra te merecer E tu, para ser minha fêmea Eu chorei o ano inteiro Desde o mês de fevereiro E irei continuar chorando Mas fazer o quê, Continuarei te vendo na TV E eternamente te amando! Escrito as 17:08 hrs., de 20/09/2017 por Nelson Ricardo

OS OLHOS AZUIS DO MAR


Ta começando esquentar Música americana a toucar Na minha caixa moderna Queria ir ver o desfile No meu querido uno Mille Mas não saio da caserna Enclausurado na solidão Mesmo ainda longe do verão Temos a presença da quentura Os olhos azuis do mar E aquele navio lá longe a passar Mandando-me uma nesga de candura E eu penso que é pra lá que vou Aquela mãozinha me acenou Ela que um dia já foi meu amor Larguei-me assim mesmo ao nado Para os braços dela transladado Pra ver se tiro do peito essa dor! Escrito as 09:37 hrs., de 20/09/2017 por Nelson Ricardo

terça-feira, 19 de setembro de 2017

A ORQUESTRA DO PIO PIO


Mas então ta muito bom Amanhã teremos o som Da passarinhada no mato A orquestra dos pio pio O dia de hoje já sumiu Foi engolido pelo gato O amor floresce com a prima Que no poema da até rima Amanhã será o marco de uma era Lavaremos as escadarias E eliminaremos as utopias Que é pra recebermos a Vera Minha prima interessante Que desce da escada deslizante Desde a época que era Ela vem da banda oriental Florescer o mundo ocidental Abriremos os braços para a primavera! Escrito as 19:39 hrs., de 19/09/2017 por Nelson Ricardo

AS FRUTAS DE AMORAS


Ontem eu colhi frutas de amoras E hoje estou colhendo as horas Dos tais pecados das tentações E vou colher os beijos da tua boca Tu és um pouco madura e louca E eu me rendo as emoções Já capinei o pátio de tua casa Sou um frangote sem asas Que durmo em cima do arco Iris Dirijo um caminhão da Fargo O meu café me deste amargo Numa caneca sem pires Mas me ofereceste a boca Eu nasci de uma veia louca Por isso sou espiloteado A noite já está chegando E eu já estou me preparando Para logo estar ao teu lado! Escrito as 15:53 hrs., de 19/09/2017 por Nelson Ricardo

O AMOR É TUDO


Começa mais um desafio Perguntei ao meu tio Onde está minha namorada Ele me disse que não sabia Mas que viu numa folia Ontem na madrugada Ela veio então chegando Sem mais nem menos me abraçando E me pedindo perdão Eu estava com cara de bunda E ela com a roupa imunda Eu disse, perdoo não Ela falou que se perdeu E que tudo aconteceu E que caiu numa poça Fiquei louco de desejos E tasquei nela uns beijos Conosco não há quem possa! Escrito as 10:22 hrs., de 19/09/2017 por Nelson Ricardo

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

VESTIDO DE PAETÊ


Nesse vestido de paetê Eu entendo que você É a mais linda do mundo Sem dúvida nenhuma Em suma Eu mergulho fundo Para dizer que te amo Logo que acordo te chamo Com mensagens ao celular Whatsapp e coisa e tal Porque desde o carnaval Que começamos namorar Você aprisionou minha vida E eu fiquei sem saída Pensem o que quiser Não quero outro coisa se não Invadir seu coração E te seqüestrar mulher! Escrito as 15:59 hrs., de 18/09/2017 por Nelson Ricardo

BEIJA FLOR DA PAIXÃO


A rosa vermelha é a flor O símbolo real do amor A rosa não é uma flor qualquer Ela é do gênero feminino Que tem o talo colorido e fino A rosa representa a mulher E a mulher é a criatura sagrada Que Deus mandou embalada Para andar ao lado do homem A rosa é o símbolo da ternura O homem comete travessura E abandona a mulher e some Isso com raras exceções Salve, salve os corações Que pulsam de emoção Eu não simpatizo com a dor Nasci fadado ao amor E me chamo Beija flor da Paixão! Escrito as 10:33 hrs., de 18/09/2017 por Nelson Ricardo